[ editar artigo]

Marketing Jurídico não tem regra, quanto mais você testa e erra, mais próximo do acerto você estará.

Marketing Jurídico não tem regra, quanto mais você testa e erra, mais próximo do acerto você estará.

São raros os advogados que realmente entendam do universo do marketing digital, por questões óbvias. E por essa razão, da própria mídia gerada por profissionais e agências especialistas no setor, fica aquela impressão de que alcançar resultados com marketing jurídico é “relativamente fácil”, como se existisse uma fórmula mágica.

No entanto isso é uma inverdade e, por consequência de muitos profissionais do Direito se aventurarem a executar ações sem terem muito conhecimento em relação ao assunto, é muito comum a frustração com os resultados injustificados pelo gasto de energia e investimento.

Dificilmente as estratégias utilizadas pelos profissionais de marketing são exatamente assertivas desde o início. Para nos aproximarmos do resultado esperado, é necessário adaptar e moldar a forma de elaborar e executar ações.

Como produzir conteúdos que despertem a atenção do meu público?

Ao tratarmos de conteúdo, temos inúmeras possibilidades de temas, formatações e modos de redigir o texto. No entanto, com o avanço tecnológico, é perceptível uma “saturação” de assuntos e com isso temos sites e blogs que apresentam textos com apresentações muito semelhantes, o que diminui o impacto do internauta.

É quase impossível escrever sobre um tema que ainda não foi abordado anteriormente. Por isso, o que destaca um conteúdo e chama a atenção do leitor é a forma como é redigido.

Inovar na escrita é uma forma de arriscar. Acreditar que o que classifica melhor um texto é a linguagem formal é quase uma lenda. Isso vai depender de qual público alvo você pretende atingir.

No caso dos advogados, a maioria dos termos jurídicos é quase que incompreensível para todos aqueles que são leigos no Direito. Nesse caso, se o tema for de interesse social, utilizar palavras de fácil compreensão e proporcionar uma leitura leve ao internauta, possibilita que o conteúdo seja mais acessado, compreendido e, principalmente, compartilhado pelas pessoas (se a sua explicação tornar-se óbvia para todos, certamente contará com a divulgação dos próprios leitores que querem ajudar a pulverizar o assunto).

Um mesmo tema pode ser escrito várias vezes de formas diferentes, reforçando sua autoridade no assunto para o Google (o algoritmo irá identificar sua recorrência de abordagem sobre o tema), e possibilitando que você avalie na prática a diferença de entendimento pelo público-alvo.

MÍDIAS SOCIAIS PARA ADVOGADOS, COMO FUNCIONA?

Diversos advogados ainda têm certo receio quando se trata de marketing jurídico utilizando mídias sociais. “Será que minha página terá o engajamento que eu procuro?”, essa pergunta faz com que muitos advogados desistam de criar contas em redes que poderiam futuramente gerar negócio à eles.

Ao contrário do que muitos pensam, o Google não é a única fonte de pesquisa de possíveis clientes. Redes como Facebook, Instagram e Linkedin podem ser ótimos meios de propagar o seu serviço de uma forma útil e sutil. Isso porque, seguindo o código de ética da OAB, a divulgação do serviço jurídico deve ser através de utilidade pública, ou seja, divulgando informações que ajudem as pessoas a entenderem e resolverem seus problemas jurídicos, optando por livre e espontânea vontade por contratar um advogado especialista no assunto.

FACEBOOK PARA ADVOGADOS, COMO ATRAIR CLIENTES NA REDE?

O Facebook é um ótimo gerador de LEADS, , desde que o seu conteúdo seja interpretado como uma informação útil para as pessoas e, principalmente, que a abordagem de texto e imagem estejam coerentes com o assunto. Veja este exemplo:

Um bom conteúdo pode gerar um engajamento altíssimo na página. Observe o exemplo acima, + de 611 pessoas compartilharam a publicação, 822 curtiram e + de 190 comentaram no post, atingindo em poucos dias aproximadamente 30.000 usuários. Para o algoritmo do Facebook, quanto mais as pessoas demonstrarem interesse na sua publicação, mais ele continuará exibindo seu post. Um detalhe muito importante é interagir com as pessoas que deixam comentários, além de ressaltar a evolução para o algoritmo, mostrará que você está preocupado em dar a devida atenção para o seu público-alvo.

Use e abuse da simpatia e quebre o paradigma que os advogados são profissionais “intocáveis”. Quanto mais próximo o internauta se sentir, mais chances você terá de fechar um negócio.

INSTAGRAM PARA ADVOGADOS, COMO UTILIZAR?

Sabemos que o Instagram é uma rede que impacta muito mais pela estética das imagens do que pelo conteúdo propriamente dito. No entanto isso não significa que é uma mídia social descartável (ao contrário disso, mas tenha em mente que você precisará de uma estratégia bem alinhada com a mídia para obter resultado).

Uma página com imagens atrativas e que despertem a curiosidade do internauta a partir de "soluções para problemas" pode ser uma boa tática para impactar novos clientes.

Ao publicar no Instagram, selecione uma imagem que corresponda ao conteúdo e complemente com um título que desperte a curiosidade e impacte o leitor. Observe o exemplo acima, + de 1.600 curtiram a publicação.

Porém, tenha cuidado para não poluir a imagem com muito texto, pois dependendo do caso, o post poderá ser considerado PROPAGANDA, o que é proibido pelo código de ética da OAB.

QUAL É A IMPORTÂNCIA DO LINKEDIN PARA OS ADVOGADOS?

Você sabia que o LinkedIn é considerado a rede social “tendência” do momento? É a maior rede profissional do mundo, e no Brasil já tem mais de 30 milhões de pessoas inscrita. Nela é possível interagir com um público alvo ainda mais filtrado, principalmente para os advogados que trabalham na área empresarial e tributária, geralmente quem contrata os serviços jurídicos são os gerentes administrativos, jurídicos e financeiros das empresas, e esses profissionais estão em peso no LinkedIn deixando visível sua ocupação atual para o público.

Manter o relacionamento e um networking constante no LinkedIn pode ser a base para construir uma autoridade pessoal e também do seu escritório. As publicações podem ser construídas a partir de uma linguagem mais formal, já que o público alvo está mais apto para compreender uma escrita um pouco mais intelectual.


Impulsionamento de publicações, é permitido pela OAB?

Recentemente a OAB de Pernambuco emitiu um entendimento contrário aos links patrocinados nas redes sociais. Neste vídeo, nosso CEO Guilherme Barbosa explica a diferença de "patrocinar propagandas" vedadas pela OAB x conteúdos que são interpretados como úteis para a população.

Fato é que, quanto mais pessoas forem impactadas pelo seu conteúdo, mais aumentarão suas chances de que o seu público-alvo seja alcançado. A pergunta que surge é: como faço para as minhas publicações abrangerem o maior número de pessoas possíveis?

O impulsionamento de publicações é uma ferramenta criada para fazer com o que o seu post chegue diretamente ao seu público alvo, chamada pelo Facebook de "Gerenciador de anúncios". Explicamos neste conteúdo "como captar 30 clientes novos em 30 dias", exatamente como utilizar a ferramenta.

Quando o assunto impacta diretamente o nosso bolso ($) é comum termos um pouco mais de receio. No entanto se pensarmos que esse investimento pode ser um gerador de oportunidades de negócio em médio longo prazo, essa aplicação pode valer a pena.

Quanto preciso investir nos impulsionamentos?

Isso vai depender do seu objetivo e, principalmente, do seu orçamento. Esse é mais um exemplo de como arriscar quando se trata de marketing digital. Mas uma coisa é certa: o retorno será proporcional ao seu investimento, ou seja, se investir "pouco", não espere grandes resultados.

Não há uma regra específica, porém como já diz o título desse texto: quando mais você testa e erra, mais próximo do acerto você estará!

E você advogado (a), já teve experiências frustrantes com marketing jurídico? Deixe seu comentário, será um prazer! 

Somos especialistas em executar ações de marketing jurídico com foco em prospecção de clientes, atendemos escritórios em todo Brasil. Conheça alguns dos nossos cases de sucesso e visualize na prática como fazemos.

Dúvidas? Deixe um comentário ou fale conosco pelo WhatsApp.

Ou então, caso prefira, agende uma reunião agora mesmo.

 

3MIND Marketing Jurídico
Isabella Trevison
Isabella Trevison Seguir

É Jornalista de formação pela UTP-PR e estudante em Direito, já atuou como assessora de imprensa para clientes de diversas áreas. Atua no Marketing Jurídico, proporcionando a união entre comunicação e o mundo jurídico, minhas duas paixões.

Ler matéria completa
Indicados para você