[ editar artigo]

Como dar os primeiros passos no seu planejamento de marketing jurídico em 2019.

Como dar os primeiros passos no seu planejamento de marketing jurídico em 2019.

Como é bom o espírito do começo de ano, momento em que fazemos aquele planejamento maravilhoso incluindo todas as tarefas que não conseguimos colocar em prática no ano anterior. Mas e aí, será mesmo que só porque começou um novo ano desta vez você conseguirá executar todas as ações? Não quero de maneira alguma jogar um "balde de água fria" no seu planejamento (longe disso), porém, gostaria de lhe convidar apenas a uma rápida reflexão: o que de fato mudou nas suas atitudes e no seu conhecimento do ano passado para este? Está sobrando mais recursos para investir? Estudou sobre uma nova área que precisa melhorar sua capacidade? Está com mais tempo disponível? Pense nas áreas em que você prometeu dedicar mais atenção e, considerando que você se interessou por este conteúdo, poderia dizer que dedicar-se ao marketing do seu escritório certamente é um dos seus planos!

No que diz respeito a marketing jurídico, se você incluiu em seu planejamento dedicar mais tempo ao assunto, seja muito bem-vindo! Em nosso blog você encontrará informações com muita propriedade para colocar em prática no seu plano de ação 2019. A grande vantagem de consumidor nossos conteúdos, é que você está absorvendo dicas práticas de quem está diariamente testando, executando, aprendendo, errando (e muito, diga-se de passagem), ensinando, analisando, gerenciando e planejando ações de marketing jurídico com foco em prospecção de clientes para escritórios em todo Brasil.

Este ano, em nosso planejamento de Inbound Marketing, produziremos conteúdos práticos e voltados para prospecção de clientes a partir de ações digitais, orientando advogados iniciantes a dar os primeiros passos, até aos mais experientes a instruir suas equipe e melhorar a performance. Prezamos por qualidade e não quantidade e, por saber a dedicação necessária para construir um artigo como este (entre 6h e 10h), já priorizamos este compromisso em nossa agenda de ações. 

Mas afinal, porque estou levantando esta bola? Simples, convido-lhe a executar um rápido exercício de gestão do seu tempo antes de começar a colocar em prática suas ações de marketing jurídico Ok? Caso contrário, certamente terá dificuldades em manter o seu plano em 2019. Vamos lá?


Quanto tempo é o ideal para dedicar ao marketing do escritório?

Como empresário, aprendi logo cedo (e infelizmente da pior forma possível - com erros que eu não esperava cometer), que as funções mais importantes do seu negócio jamais deve-se terceirizar 100%. Isso não quer dizer que você deve assumir o papel de executor sempre (em muitos casos/tarefas não há necessidade), mas sim o papel de analítico: extraindo informações, questionando possibilidades, comparando dados, etc., ao final, seja quais forem as suas atribuições, o mais importante é monitorar se os seus resultados mostram alguma evolução.

Questionado em outras ocasiões sobre o tempo ideal para dedicar ao marketing (inclusive registrado em outros conteúdos aqui no blog), respondi de forma muito subjetiva dizendo que cada advogado deve analisar a sua disponibilidade e encaixar na agenda. Porém, depois de inúmeros testes de gerenciamento e vendo na prática a execução de advogados que orientamos através de Mentoria Jurídica, sugiro que identifique em qual perfil seu escritório se encaixa e tome como feedback de escritórios que obtiveram êxito neste formato, são eles:

A. Escritórios que possuem uma agência ou um colaborador responsável pela execução das ações de marketing jurídico:

O cenário ideal é de no mínimo uma reunião quinzenal (principalmente se você estiver no começo), desta forma você terá tempo de acompanhar a execução e fazer modificações a partir dos resultados obtidos em curto prazo (atente-se principalmente ao alcance das publicações x retorno efetivo em oportunidades de negócio).

Dicas: defina no máximo 5 KPI's (indicadores de desempenho para acompanhar), desta forma o tempo gasto nas reuniões será muito menor do que os tradicionais encontros de 1h (deixe as outras informações para a avaliação mensal). Peça que o responsável pelo marketing apresente a proposta de planejamento das próximas semanas, de forma que você já possa expressar seus feedbacks comparando com as ações das semanas anteriores, ou seja, o que já "fizemos" e o que faremos a partir dos resultados/aprendizados obtidos.

B. Advogados que não possuem uma agência ou equipe de marketing e que serão os responsáveis pela execução das ações:

Considerando que você não dispõe de terceiros para auxiliá-lo e será você mesmo o responsável por colocar a mão na massa, tenha em mente que você deverá considerar a soma do tempo de execução (de uma agência ou um profissional) + seu tempo como advogado para analisar e ajudar no planejamento, ou seja, o famoso "faz tudo".

O tempo empregado por um profissional de marketing da connectadv., (nosso serviço de marketing jurídico executado por profissionais autônomos), é em média de 30h mensais por cliente, distribuídas como segue na tabela abaixo (observe que na demonstração o seu tempo seria um pouco maior - 40h mensais, propositalmente até que você desenvolva habilidades com as ferramentas em comparativo a um profissional).

O principal erro dos advogados que começam a executar as próprias ações de marketing e desistem no meio do caminho, é principalmente a falta de conhecimento do tempo que é necessário dedicar às ações. É comum vermos advogados começando sem foco e querendo aparecer de uma hora pra outra em todos os canais (google, facebook, instagram, linkedin, youtube, twitter, etc.)

Partindo do cenário de tempo exibido acima, poderia tranquilamente afirmar que, você, advogado em carreira solo, deverá dedicar no mínimo duas manhãs da sua semana ao marketing do seu escritório, até atingir uma receita em que o tempo gasto justifique terceirizar o trabalho, compreende? Abaixo, segue uma "conta de padeiro" que ajudará a entender o simples raciocínio de quando será o momento apropriado para dar o próximo passo na expansão do seu escritório, ou seja, contratando pessoas e/ou terceirizando a execução de ações. Simulação: 

Advogado iniciante - receita média mensal no 1º ano de atividades - R$ 5.000,00;
Valor da hora recebida considerando o padrão de 44h semanais - R$ 28,00/hora;
Valor em "horas mensais" utilizada por você para o marketing do seu escritório (40h x R$ 28 = R$ 1.120,00);

A conta é relativamente simples, se você gastou 40h do seu mês do total de (44h trabalhadas x 4 semanas = 176h), as ações de marketing representaram R$ 1.120,00 do seu orçamento, concorda? Seja qual for o tempo que você levará para chegar neste cenário, certamente estará em uma "sinuca de bico", tendo algumas opções de escolha, entretanto, dois caminhos mais óbvios a sua frente - arriscar um percentual da sua receita para terceirizar e manter seu plano de marketing (sobrando mais tempo para dedicar-se na gestão e potencialização do escritório) ou, reduzir drasticamente suas ações e interromper o ciclo de geração recorrente de negócios ("menina dos olhos" de qualquer escritório). 


Qual é a sua necessidade de retorno financeiro, imediato ou tem um fôlego para começar?

Entre as inúmeras possibilidades que você encontrará para divulgar seu escritório, é importante identificar quais delas você deve se concentrar inicialmente tendo como base sua necessidade de fechamento de contrato. A relação do retorno abordada neste momento, não guarda semelhança com a sua área de atuação foco (trabalhista, direito de família, tributário, previdenciário, etc.), nos referimos única e exclusivamente ao retorno a partir dos canais/mídias que você irá dedicar seu tempo e recursos Ok? A conta é relativamente simples, se a sua área de atuação não possibilita receita antecipada (conhecida por "pró-labore"), quanto antes você conseguir fechar negócio, mais rápido será o ciclo de recebimento dos seus êxitos processuais. 

Partindo das nossas próprias estatísticas (resultados obtidos em ações com inúmeros escritórios) e, considerando que você execute as orientações mencionadas em nossos conteúdos, tenha em mente a seguinte projeção de retorno:

- 1º mês de ações - Google Adwords (compra de palavras-chave);
- Até o 3º mês de ações - Facebook;
- Entre o 3º e o 6º mês de ações - e-mail marketing; 
- A partir do 6º mês de ações - Linkedin, Instagram e Youtube;  
- Entre o 6º e o 12º mês de ações - Google (conquista das posições orgânicas - 10 primeiros resultados na 1ª página). 

Partindo dos nossos próprios hábitos e comportamentos, poderíamos afirmar que:

- Quando precisamos solucionar um problema (seja ele qual for), buscamos primeiramente no Google

- Ninguém procura advogado nas redes sociais, ou seja, suas ações precisam despertar a curiosidade (impactar o público para começar um relacionamento); 

- A rede social com o maior número de usuários no Brasil é o Facebook (130 milhões), ou seja, está quase todo mundo lá (não tem desculpa, se você não obtém resultado é porque não está fazendo direito);  

- Para aparecer no Facebook, atualmente, só pagando ou sendo amigo do Tio Zuck (os bons tempos acabaram); 

- O Youtube é o 2º buscador mais utilizado no Brasil, porém, dependendo do perfil do seu público-alvo, posso afirmar que o volume de buscas para o mesmo tipo de "solução" ainda é muito superior em texto (principalmente nas questões jurídicas) e, para saber se no seu caso essa prática se aplica, pesquise no google como o seu cliente buscaria encontrar informações a respeito dos "serviços foco" que você oferece, caso apareçam alguns resultados levando para o Youtube, é o primeiro sinal de que a busca pela solução em vídeo existe; 

- O resultado é proveniente de constantes erros e acertos, sendo assim, comece logo, erre rápido e se mantenha o tempo todo testando novas possibilidades de impulsionamento, público, orçamento, etc.

Para tornar seu conhecimento ainda mais apurado sobre as ações de retorno no curto, médio e longo prazo, clique aqui e leia nossa matéria com o tema "3 ações essenciais para atrair novos clientes na advocacia".


Antes de começar, conheça as vedações do código de ética da OAB.

Antes de colocar a mão na massa, é de suma importância que você entenda as limitações existentes no código de ética da OAB. Saber o que NÃO PODE ser feito é mais importante que o contrário, porque? Simples, a OAB prevê algumas limitações óbvias e outras de caráter interpretativo, como por exemplo: "proibido fazer propaganda" e, neste caso, para os que não entendem a definição do que é ou não propaganda jurídica, abre-se um enorme leque de possibilidades que não criam nenhuma relação com as vedações previstas.

Dica - concentre-se no que você pode fazer e esqueça o que você não pode, só consumirá sua criatividade. 

Separamos um artigo do tipo “leitura obrigatória”, clique aqui em leia agora mesmo.


Organizando tarefas e prioridades:

Os seus resultados dependerão de um conjunto de fatores e, entre eles, destacamos em uma ordem de prioridade com base em nossa expertise no assunto:

1. Site responsivo (adaptado para mobile), indispensável nos dias de hoje; 
2. Logotipo - se você não tem, sugerimos contratar algo simples e rápido a partir de R$ 99 (clique aqui)
3. Capa ou avatar para as suas redes sociais a partir de R$ 20 (clique aqui)
4. Defina sua "persona" - quem é o seu público? Quais são os interesses, comportamentos, ocupações?
5. Procure imagens de acordo com o seu planejamento em bancos free - Freepik, Unsplash e Pixabay


Colocando a mão na massa, é hora de construir seu planejamento. 

De forma bastante simples e objetiva, indicaremos algumas ferramentas gratuitas disponíveis pelo Google que facilitarão a sua vida de "marketeiro": 


Como ter insights para criar as postagens?

O responsável pelo marketing jurídico precisa estar sempre antenado em alterações na legislação e decisões de tribunais que afetem aquele segmento. Para isso, basta acompanhar as notícias e, uma ferramenta que irá auxiliá-lo muito neste processo, é o Google News. Lá você poderá buscar pelo compilado de notícias para o nicho que definir, facilitando MUITO na hora de encontrar uma matéria relevante. Falar sobre algo no "timing certo" é fundamental para despertar o interesse do seu público-alvo. 


Como saber a forma que as pessoas pesquisam?

Uma das ferramentas mais eficientes é chamada de "feedback" pelo Google. Basicamente, o algoritmo fornece perguntas relacionadas ao tema ao pesquisar de forma genérica, exemplo: horas extras (ver o print abaixo), aposentadoria por idade e até mesmo uma pesquisa mais ampla como divorcio litigioso separação total de bens. Experimente, copie estas palavras e observe que o Google entregará de bandeja algumas opções de tema para o seu planejamento.

Analisando as tendências:

O Google Trends é uma ferramenta para entender para onde os volumes de busca estão migrando, ele não traz dados exatos, mas sim um comparativo. É interessante para saber, dentro de determinado tema, um aumento repentino e expressivo de buscas, o que se torna uma excelente oportunidade para falar sobre, seja nas redes sociais ou postagens do blog.


Identificando as sazonalidades:

Há uma previsibilidade muito grande sobre aumento de pesquisa por alguns temas em determinadas épocas, por exemplo o 13o salário. Final de ano, naturalmente as buscas por “13o até quando cai” e termos correlatos, aumentam consideravelmente. Por que não surfar nessa hype? Construa posts que respondam de forma objetiva as principais perguntas dessa época.


Datas comemorativas:

Ou você inova e impacta, ou passará despercebido se fizer o mesmo “Feliz dia do empresário da Equipe XYZ”. Essas são excelentes oportunidades para se destacar, busque transmitir uma mensagem, valores do escritório e de fato impactar o cliente. Hoje sabemos que o alcance orgânico é mínimo, então se for para impulsionar uma campanha, que seja através de um conteúdo relevante ou inovador.


Organização e disciplina. 

Sugerimos que você adote o mesmo padrão utilizado por nós para organizar as suas publicações e as demais ações de marketing, desta forma, além de reforçar seu compromisso, criará o hábito no cliente de acompanhar o seu trabalho e construir uma recorrente lembrança da sua autoridade no assunto:


Queremos ouvir sua opinião, não deixe de compartilhar suas dificuldades, dúvidas, sugestões e críticas.

Somos especialistas em executar ações de marketing jurídico com foco em prospecção de clientes, atendemos escritórios em todo Brasil. Conheça alguns dos nossos cases e visualize na prática como fazemos, clique aqui e acesse nossa apresentação. 

Conheça a connectadv, a primeira plataforma de gerenciamento de ações de marketing jurídico por profissionais especialistas no código de ética da OAB, on e off-line. Nosso time tem o compromisso de retornar o seu investimento até o 3º mês de ações e, até a data de publicação deste conteúdo (23/1/19), estamos com 100% de clientes satisfeitos, ou seja, todos tiveram êxito antes do prazo!

Dúvidas? Deixe um comentário ou fale conosco pelo WhatsApp, http://bit.ly/2oiiSwX.

 

 

 

3MIND Marketing Jurídico
Guilherme Barbosa
Guilherme Barbosa Seguir

Especialista em marketing com ênfase no universo Jurídico. Criador e mentor de novos negócios (startups), e expert em Inteligência analítica e Big Data (PUC-PR). Minha paixão - transformar números, dados e intuições em estratégias eficientes.

Ler matéria completa
Indicados para você